11 agosto 2014

A melhor coisa que você pode fazer por um filho é ter outro


Sou filha única. Essa semana meu pai fez uns exames no hospital, nada preocupante. Fiquei na sala de espera, aguardando que ele voltasse dopado pela melhor droga do mundo: a da endoscopia (você já experimentou? É sensacional!). Enquanto esperava, fantasiei. Tenho a maldita mania de dramatizar tudo. Imaginei que ele estava internado ali e que eu esperava por notícias de sua saúde. Fui acometida por um golfo súbito e indiscreto de tristeza que fez saltar lágrimas de todos os buracos da minha face. A recepcionista me olhou assustada e, tentando doçura, avisou “é um exame muito simples, sem riscos, ele volta em trinta minutos no máximo”.
Pedi licença, sem me explicar (eu não sei me explicar, sou louca, só isso) e me tranquei no banheiro mais próximo. Chorei vinte e sete minutos ininterruptamente naquele banheiro. Senti uma solidão profunda, devastadora, invencível, arrebatadora e inexplicável. Abracei a lamúria até ser despertada por uma velhinha da fila da colonoscopia: ela precisava mais do banheiro do que eu. Quando meu pai saiu, eu estava firme e piadista. Como sempre. Sou sempre firme e piadista com meus pais. Mas por dentro eu estou morrendo. Meus pais estão com 65 e 70 anos. O mais velho é meu pai. Podem durar mais vinte anos, eu sei. Mas pela primeira vez na vida comecei a pensar na morte deles. O problema é que eles envelheceram e eu não. Eu continuo com 12, 13 anos. Firme e piadista por fora…mas assustadíssima e carentíssima por dentro.
Mas onde quero chegar com tudo isso? Não quero chegar, quero voltar. Quero voltar pro útero de mamãe e me dividir em duas. E me dar um irmão. Alguém nesse mundo que possa se trancar comigo em um banheiro improvável e chorar porque, um dia, nossos pais vão simplesmente desaparecer. Eu tenho amigos, muitos. Eu tenho uns parentes por aí também. Mas não tem jeito, eu sou ridiculamente sozinha nessa vida. Eu sei, tem gente que tem irmão e nem olha na cara dele. Eu sei, nossos irmãos de verdade são os nossos amigos. Mas não é de uma amizade pura e perfeita e presente que estou falando. Eu estou falando de existir mais alguém nesse mundo que, um dia, divida comigo essa dor incomensurável de perder um pai ou uma mãe. Saber que a história da minha infância se encerra em mim é tão terrível que acho que virei escritora por isso. Talvez se eu me contar, eu exista. Talvez se eu me lembrar, eu exista. Ter um irmão é ter, pra sempre, uma infância lembrada com segurança em outro coração.
Eu queria ter alguém que dividisse comigo todas as maravilhas e todas as desgraças de ter nascido com esse pai e essa mãe. Eu queria ter, quando meus pais se sentem sozinhos ou decepcionados ou apertados de grana, apenas metade da culpa gigantesca que é ser um filho. Eu queria ter, nos jantares alegres e também nos insuportáveis, apenas metade dos méritos. Enfim, a endoscopia não deu nada. Os exames de sangue do meu pai estavam melhores do que o meu. O manobrista do hospital deu 25 reais. O trânsito da volta estava um caos. Meu pai disse as coisas mais engraçadas do mundo no carro, por causa da melhor droga do mundo. Essas todas eram coisas que eu queria muito dividir com alguém. Sobrou pra você, leitor.

Tati Bernadi

Estreias de Agosto


  • O Doador de Memórias





Uma pequena comunidade vive em um mundo aparentemente ideal, sem doenças nem guerras, mas também sem sentimentos. Para tanto uma pessoa é encarregada a armazenar estas memórias, de formar a poupar os demais habitantes do sofrimento e também de guiá-los com sua sabedoria. De tempos em tempos esta tarefa muda de mãos e agora cabe a um jovem, que precisa passar por um duro treinamento para provar que é digno desta tarefa. O filme é um dos mais aguardados do ano e tem Meryl Streep, Taylor Swift e Jeff Bridges no elenco. Imperdível!

  • As Tartarugas Ninja


Afetados por uma substância radioativa, um grupo de tartarugas cresce anormalmente, ganha força e conhecimento. Vivendo nos esgotos de Manhattan, quatro jovens tartarugas, treinadas na arte de kung-fu, Leonardo, Rafael, Michelangelo e Donatello, junto com seu sensei, Mestre Splinter, tem que enfrentar o mal que habita cidade.

  • Lucy


Quando a inocente jovem Lucy (Scarlett Johansson) aceita transportar drogas dentro do seu estômago, ela não conhece muito bem os riscos que corre. Por acaso, ela acaba absorvendo as drogas, e um efeito inesperado acontece: Lucy ganha poderes sobre-humanos, incluindo a ausência de dor e a capacidade de adquirir conhecimento instantaneamente.

  • Sex Tape: Perdido na Nuvem


Um casal (Cameron Diaz e Jason Segel) vive um longo relacionamento que começa a esfriar. Para tentar esquentar as coisas, eles decidem se gravar fazendo sexo. Para desespero da dupla, a fita de sexo desaparece e eles se vêem em uma série de confusões na procura pelo constrangedor objeto.

  • Magia ao Luar


Stanley (Colin Firth), um falso mágico com talento para desmascarar charlatões, é contratado para acabar com a suposta farsa de Sophie (Emma Stone), simpática jovem que afirma ser médium. Inicialmente cético, ele aos poucos começa a duvidar de suas certezas e se vê cada vez mais encantado pela moça.

  • Será que?

Wallace (vivido pelo Daniel Radcliffe) e Chantry são amigos muito próximos, mas a relação entre os dois começa a entrar em dificuldades quando eles começam a se apaixonar um pelo outro.


  • O que será de Nozes?

Na animação, o teimoso esquilo Surly é expulso de um parque na cidade grande e precisa encontrar outras maneiras de sobreviver. Mas o lugar dos seus sonhos está muito perto dele: trata-se de Maury’s Nut Store, uma loja repleta de nozes, castanhas e amêndoas. Surly reúne os amigos e bola um plano para invadir o lugar e roubar toda a comida para suportar o inverno.

  • Amantes Eternos


Narra a história de amor entre dois vampiros eruditos cansados da sociedade atual e profundamente incomodados com a evolução da humanidade. Há séculos eles vivem uma relação de cumplicidade e muito amor, que será abalada pela aproximação de outra vampira.


  • The Rover - A Caçada

Em um futuro próximo, os habitantes australianos vivem uma rotina perigosa, onde a criminalidade impera. Com o passar dos anos, Eric já perdeu quase tudo o que tem, e torna-se um homem duro e impiedoso. Quando sua última possessão, seu carro, é roubada por uma gangue, ele vai atrás destes homens. No caminho, ele é obrigado a levar consigo Reynolds (interpretado pelo Robert Pattinson), o ingênuo membro da gangue, abandonado por seus comparsas.


  • Os Mercenários 3

Anos atrás, o grupo dos mercenários foi fundado por Barney (Sylvester Stallone) e Conrad Stonebanks (Mel Gibson). Entretanto, Conrad se tornou um comerciante de armas inescrupuloso e, por causa de suas atividades ilegais, Barney foi obrigado a matá-lo. O que ele não sabia era que Conrad tinha sobrevivido e, anos depois, retornaria para se vingar do antigo colega.


  • Chef

Após perder o seu emprego como chef de um restaurante, Carl decide abrir um trailer de comida para recuperar seu instinto criativo, ao mesmo tempo em que busca se aproximar da sua família. Scarlett Johansson e Sofia Vergara estão no elenco.

  • Era Uma Vez Em Nova York

Em 1920, as irmãs polonesas Magda e Ewa Cybulski partem em direção a Nova Iorque, em busca de uma vida melhor. Mas, assim que chegam, Magda fica doente e Ewa, sem ter a quem recorrer, acaba nas mãos do cafetão Bruno (Joaquin Phoenix), que a explora em uma rede de prostituição. A chegada de Orlando, mágico e primo de Bruno, mostra um novo amor e um novo caminho para Ewa, mas o ciúme do cafetão acaba despertando uma tragédia.

  • O Homem Mais Procurado 


Depois de ser brutalmente torturado, um imigrante de origens chechena e russa faz uma viagem à comunidade islâmica de Hamburgo, tentando resgatar a grande herança que seu pai teria lhe deixado. Mas a chegada súbita deste homem desperta a curiosidade das polícias secretas alemã e americana, que passam a acompanhar seus passos. Enquanto a investigação avança, todos fazem a mesma pergunta sobre o imigrante: seria ele uma vítima ou um extremista com um plano muito bem elaborado?

Qual desses filmes você quer muito assistir?


    03 agosto 2014

    Look para academia


    Para muitos isso é apenas bobagem, afinal você vai ficar toda suada, então pra quê ir toda arrumada? Mas também não vamos fazer feio né, vamos vestir uma roupa bonita e CONFORTÁVEL, vai que você dá sorte e encontra um gato lá! (risos).
    Como eu to no vou e não vou para a academia (vamos né, mãe?) resolvi procurar alguns look para servi de inspiração e resolvi compartilhar com vocês, vamos lá!