29 fevereiro 2016

Já estou com saudades, amor



Sexta à noite e cá estou eu escolhendo qual roupa levar. Malditas aulas aos sábados, essa hora já poderia estar lá. Arrumo tudo e me preparo para dormir. Acordo atrasada e faço tudo ás pressas, pego minhas coisas e sigo para à aula. A manhã parece demorar um século para passar e à aula de matemática pareceu demorar mais que tudo para acabar. Depois de longas horas, enfim estou liberada.

Por sorte encontro minha mãe na porta para almoçarmos e em seguida sigo o destino que mais esperei durante a semana. Passam-se duas horas e chego na capital. No caminho presto atenção na correria das pessoas e só quando paro em frente a sua porta que me dou conta do tamanho da saudade que eu estava. A porta está aberta. Entro devagar e o encontro dormindo. Resolvo ir comprar algumas coisas e vou até o mercado mais próximo na intenção de fazer algo para ele comer quando acordar. Volto para casa, preparo tudo e levo em uma bandeja para o quarto, coloco ao lado da cama e delicadamente distribuo beijos em sua face até perceber um sorriso saindo de seus lábios.

 - Não tem medo de deixar a porta aberta e entrar um ladrão? - pergunto e ele abre os olhos.
 - Se for você, não. - ele deu aquele sorriso que tanto senti falta e me puxou para seus braços.

Comemos, assistimos filme e tentamos matar um pouco da saudade. Jogamos conversa fora até a madrugada quando então fomos vencidos pelo cansaço e dormimos. Acordo mais cedo e o observo dormir. Tão sereno, tão meu. Fico pensando em tudo e passa um filme na minha cabeça de tudo o que aconteceu desde que ele se mudou há mais de um ano.

Foi difícil no começo, raramente tínhamos tempo para um visitar o outro. A correria da faculdade consumindo ele e o estresse cada vez mais presente. Minha mãe lutando contra a ideia de eu ir vê-lo nos fins de semana, entre outras coisas. Vencemos tudo isso e hoje, um ano e meio depois vejo o quanto amadurecemos com tudo isso. Nossas brigas eram frequentes mas sempre terminavam com respirações ofegantes, corações descompassados e corpos suados.

Acordo do transe e levanto para fazer o café da manhã. Logo seu cheiro invade a cozinha e sinto seus braços em volta da minha cintura colando nossos corpos e ouço sua voz rouca sussurrar um bom dia em meu ouvido me fazendo arrepiar. Viro para dar-lhe um beijo e ele me ajuda a terminar o café. Passamos a manhã trocando carícias e conversando. No fim da tarde demos uma volta e a medida que a hora passava a ficha ia caindo e a saudade já voltava a aparecer.

Estava na hora de ir. Me despeço dele com uma dorzinha que eu já estou até acostumada a sentir. O observo pelo retrovisor, ele parado me vendo sair e isso me parte o coração. Horas depois chego em casa e vejo uma mensagem "Já estou com saudades, amor. Se cuida, te amo."  Um sorriso aparece em meus lábios e o meu único desejo é que chegue o fim de semana logo para que eu possa ver meus olhos verdes preferidos outra vez.

22 fevereiro 2016

Sobre vida saudável


Primeiramente, não confunda vida saudável com objetivo de corpo. Vida saudável é você deixar de abusar besteiras, comer alimentos que te façam bem e claro que praticar algum exercício faz parte.

Outra coisa muito importante: não espere motivação de outras pessoas, ela tem que vim de você! Você que tem que se olhar no espelho e ter a consciência de que precisa mudar. Esperar que alguém te motive só vai te atrasar, ache uma motivação em você e coloque isso na sua cabeça.

Quando seu objetivo é mudança de corpo muitas vezes você abre mão de alimentos mais saudáveis para conseguir o que quer. Um exemplo é uma pessoa que quer emagrecer e resolve cortar os carboidratos, fazer isso não é tão saudável, porque o carboidrato é a primeira fonte de energia do nosso corpo, se for cortado você pode ficar para baixo e seu humor pode mudar rapidamente.

Não crie objetivos absurdos. Pense em metas de curto prazo como um ou dois meses. Porque se o teu objetivo é algo muito além, você não vai conseguir fazer isso de uma maneira saudável em pouco tempo. Vá aos poucos. Alcançou um objetivo? Ótimo, agora coloque outro (sem exagerar) e assim vai.

Tenha foco no que está fazendo, não ligue para o que os outros vão falar, o objetivo é teu e o corpo também, então é você que tem que correr atrás dele. Quando estiver desmotivado ache algo que te motive, se olhe no espelho e diga que você precisa disso, que é para o teu bem.

Uma das minhas metas da lista de 101 coisas em 1001 dias é me alimentar melhor e confesso que não tenho feito isso ainda. Já na esperança de mudar, baixei um aplicativo que ajuda a bater a meta de calorias (carboidratos, proteínas e gordura) do dia de acordo com o seu corpo. Mas, em breve faço um post falando só sobre isso.

Ahh, claro que eu não entendo quase nada sobre isso, então contei com uma ajudinha de uma pessoa que entende desse assunto: meu namorado . Então, obrigada amor pelos inúmeros áudio e por toda a ajuda. <3




20 fevereiro 2016

+QP | Para onde vai o amor?



Desde que ele foi embora, vou todos os dias naquele café do centro. Talvez seja uma forma de tê-lo comigo. Eu me sentia bem ali, era meu refúgio quando a saudade aumentava. Já até ajudei os funcionários a fechar, sabia?

Depois de tanto tempo viajando, quando passei por aquela rua e o vi aberto quase não acreditei. E eu que achava que ia ter que esperar até o amanhecer para poder ir. Mas não, eles aceitaram minha ideia de funcionar 24 horas.

Ao entrar na cafeteria foi como se eu me sentisse em casa. Finalmente. Até Maria, a garçonete, abriu um sorriso enorme ao me ver. Disse que minha ideia foi um sucesso e que parecia que a cidade nunca dormia. Sorri com isso.  De repente escuto uma voz masculina "O de sempre, por favor." Não podia ser. Quando virei em direção daquela voz fiquei em transe. Era ele, bem aqui. Quando nossos olhos se encontraram foi como se tudo ao redor parasse. Eu pude ver em seus olhos que estava sentindo o mesmo. Sorrimos.

Sem pensar em mais nada, levantei e corri de encontro ao seu abraço.Ele me olhou e me beijou. E, depois de dois longos anos de tantas duvidas se o amor ainda seria o mesmo, eu soube que não importa para onde formos, o amor sempre estará aqui e nós sempre seremos nós.

Esse texto faz parte do projeto "+QP - mais que palavras"

Veja também: Letras na gaveta  e Bela Psicose.

17 fevereiro 2016

Moda Lampshading

Anota ai o nome, porque vai ser a tendência das próximas estações, hein!

A moda Lampshading tá rolando na gringa e vai chegar com tudo no inverno por aqui. O nome vem daquelas saias que colocamos em cima do abajur para esconder ou controlar a luz. Na moda, basicamente é usar uma peça oversized em cima, que pode ser uma t-shirt, regata ou moletom. O truque é apenas esse, peças larguinhas e com um comprimento maior junto com botas até o joelho e deixando um pedacinho da perna à mostra. Como aqui no Brasil em algumas cidades são muito quentes podemos adaptar desde um tênis até com saltos que fica mara.

O melhor é que vai bem com todos os estilos, e super dá para usar no dia-a-dia. Afinal. quem nunca quis sair de casa só de moletom?








E ai, o que acharam da tendência Lampshading? Vão aderir?

15 fevereiro 2016

Músicas que não saem da cabeça


Oi, gente! Como o carnaval já passou, eu sei que algumas musiquinhas ficaram na cabeça de vocês, mas, hoje trouxe algumas músicas que não tem nada a ver com o trá trá trá do carnaval porém, que ficam sim na nossa cabeça. Separei algumas que ando ouvindo e que às vezes me pego cantando do nada.




Não é só porque eu sou belieber, mas essa músicas são viciantes <3



Eu não resisti e tive que colocar. "qual a senha do wi-fiiiiiiiiiiii?"





Se você mora no Brasil, é meio impossível ainda não ter escutado Marília Mendonça ou Henrique e Juliano. As músicas são bem 'sofrência' mas que fica na cabeça, fica sim.



Essa música tá simplesmente viciante.


Ahhh, e por falar em coisas que não saem da cabeça...


E você, quais músicas não saem da tua cabeça?

02 fevereiro 2016

Resenha Batons Niina Secrets para Jequiti



Para quem não sabe, a Niina Secrets assinou a nova linha de batons Aviva para a Jequiti. Ela escolheu sete cores de arrasar com base na tendencia atual e são elas: Fúcia, Rosa, Vermelho, Violeta, Magenta, Boca e Vinho. E o melhor, são batons Matte. 
Se quiser conferir a matéria no próprio site da Jequiti, é só clicar aqui.

E como não podia deixar passar em branco, adquiri as cores Boca e Violeta e vou mostrar para vocês minha opinião. Admito que sou bem suspeita para falar sobre porque amo a marca e tenho vários produtos, mas vamos lá!







O que eu tenho para dizer é que eles secam rápido, não fica aquela coisa 'melequenta' (isso existe?) , é de boa textura diferente de outros que tenho. E sem falar na cor, né? A cor boca mal deu para aparecer na foto, mas eu realmente amei e vai ser um dos meus queridinhos.


E para a cor violeta, tenho nem o que dizer. Só amores <3


E vocês, o que acharam? Já usaram algo da marca?